Valentinous VELHINHO
né en 1961

Biographie

Valdemar Valentino Velhinho Rodrigues, plus connu sous le nom de Valentinous ou Vadinho Velhinho, naît le 29 mai 1961 à Calheta de São Miguel, sur l'île de Santiago.
Il poursuit un cursus scolaire normal sur son île natale, en particulier au Seminário diocesano de São José, où il commence à écrire des poèmes.
L'histoire veut qu'à l'âge de quinze ans, il soit déjà un des éditeurs de la revue Artiletra.
​Il vit actuellement à Praia.

haut

Oeuvres littéraires


Valentinous Velhinho est un écrivain poète qui a publié une demi-douzaine d'ouvrages aux éditions Artiletra. Pour ses articles et poèmes édités dans des périodiques, il signe plutôt du pseudonyme de Vadinho Velhinho.
Au départ, il collabore avec des périodiques capverdiens tels que Artiletra, Sopinha de alfabeto, VP Caderno2, Correio quinze, Novo jornal Cabo Verde  ou Fragmentos.

haut

III - PARA A MOSCA, NÃO O POEMA MAS SIM A VERDADE
 
É um encanto uma mosca
Sobre uma mesa abandonada.
Sente ela a solidão da mesa.
Experimenta também as impurezas
Que escondem os vícios da mesa.
Quase qu'os enxota, à socapa.
Põe-se a rir para o tecto,
Tornado dilecto insecto universal à luz.
Pula para as cadeiras próximas
Com a ligeireza mais póstuma.
Revolve-se debaixo de tudo.
Atreve-se com um livro velho.
Insulta e fede ao ar como só ela sabe.

      Sobre uma mesa abandonada
É mais do que um Encanto a Mosca!

in Mirabilis, 1998, p. 511 
 

E SÓ NESSE DIA OUTRO BORGES NÃO SERÁS
 
Nos teus deslumbrados olhos um tigre inteiramente doirado
E um outro inteiramente preto disputam os anjos
 
De Blake. Frios, esperam os espelhos que acordes
Para que te nomeiem. Já não sabe o labirinto –
 
Nem o sul e as pampas ou o degolado templo
De Dagon o sabem – do antigo e secreto caminho
 
Que a teus olhos de volta conduz. A mão dita-te
O epitáfio e lê-te a rosa o esquecimento qu’inda luz.
 
O caixão, que por Genebra ninguém viu passar, cru
Levam-no Muraña e, reconciliados, os irmãos Iberra.
 
Um dia, quando do teu sono acordares, Georgie,
Banhado em êxtase e tango, terás defronte a ti, sob a Lua,
 
Um infame, um vil, a limpar-te na glande o resto do sémen
Com uma navalha que a mais nenhuma mão obedecerá.  
 

Bibliographie


Oeuvres (Valentinous Velhinho)

  • À volta da Cassiopeia, Mindelo: Edições Artiletra, 2018, 238 p., 23 cm.
  • Noites ao cair da noite, Mindelo: Edições Artiletra, 2011, 217 p., 21 cm.
  • Tenho o infinito trancado em casa, Mindelo: Edições Artiletra, 03/2008, 215 p., 21 cm.
  • O túmulo da Fénix, Mindelo: Edições Artiletra, 09/2002, 120 p., 21 cm.
  • No ponto de rebuçado, Mindelo: Edições Artiletra, 04/2001, 287 p., 21 cm.
  • Adeus loucura adeus, Mindelo: Edições Artiletra, 09/1997, 312 p., 21 cm.
  • Relâmpagos em terra, Mindelo: Edições Artiletra, 1995, 140 p. (coll. Poesia)

Périodiques (Vadinho Velhinho)

  • "Ao vate Osvaldo Aranda Azevedo", Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano XXVII, n° 143-144 (07-08/2017), p. 3
  • "Natal menino sempre: V. Três pedidos – VII. Ramá – XI. Ao Giotto, do bom Francisco se lembrando – XII. Do céu e dos templos", Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano XXV, n° 138-139 (10-11/2016), p. 3
  • Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano XXIV, n° 134-135 (01/2016):
  1. "À volta da Cassiopeia", p. 3
  2. "Ahli Ilha (segundo políndromo aos meus filhos)", p. 3
  3. "A mesma alegria", p. 3
  4. "O poema das nuvens e da sombra das nuvens pelo chão", p. 3
  5. "Este cheiro a pão fresco", p. 3
  6. "Ainda o mar não viste", p. 3
  7. "Depois de tomado o leitinho", p. 3
  • Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano XXIV, n° 134-135 (01/2016):
  1. "Poema para um recém-nascido", p. 3
  2. "Atrás da estrela", p. 3
  3. "Das primeiras lições", p. 3
  4. "Nus no Éden", p. 3
  5. "Soubesse o pássaro", p. 3
  6. "Ó Deus", p. 3
  7. "Doudos pássaros", p. 3
  8. "O Vento", p. 3
  • "O que dariam Eugénio Tavares e Gustavo Adolfo Bécquer por estes dois poemas (revu et augmenté)", Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano XX, n° 122-123 (05-06/2014), p. 39-40
  • "O que dariam Eugénio Tavares e Gustavo Adolfo Bécquer por estes dois poemas?", Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano XX, n° 111 (12/2011 - 01/2012), p. 5
  • Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano XIII, n° 66 (02-03/2005):
  1. "Dispara", p. 2
  2. "Quatro poemas para Kwame Kondé: As máscaras - Diferenças - Banido e expulso - Como macho-e-fêmea", p. 2
  • "Os irmãos Iberra", Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano XI, n° 45 (05-06/2002), p. 2
  • "O regresso das estátuas (Camila Mont-Rond)", Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano X, n° 42 (12/2001 - 01/2002), p. 16 + 8
  • "Santa Luzia à Vista (extracto de Redescobrir Santa Luzia)", Artiletra: JORE / Jornal - revista de educação, ciência e cultura, ano X, n° 41 (12/2001), p. 33-34
  • Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano X, n° 36-37 (04-05/2001):
  1. "No ponto de rebuçado (publicado no jornal Opinião, 1990)", p. 5-6
  2. "Entrevista com Vadinho Velhinho", p. 6
  • Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano IX, n° 34-35 (06-07/2000):
  1. Vadinho Velhinho, "Eis o homem", p. 3
  2. Vadinho Velhinho, "Eugénio Tavares - estância de amores, de Força de cretcheu  à Mal de amor", p. 26-27
  3. Vadinho Velhinho, "És o meu Bardo", p. 27
  • Vadinho Velhinho, "Na Mira a bílis - de veias ao Sol", Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano VIII, n° 29 (05-06/1999), p. 3 + 11-12 
  • (SE) "Det som den här natten saknar...", Halva Världens Litteratur: litterär tidskrift på resa mellan kulturer, n° 1 (1998), p. 7 (övers av Irene Anderberg)
  • "O estranho",  Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano VII, n° 28 (11-12/1998), p. 6
  • Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano VII, n° 26-27 (04-05/1998):
  1. Valentinous Velhinho, « Se assim aconteceu, assim está certo (entrevista com Larissa Rodrigues) », p. 12-15
  2. "Lamento do Zaratustra", p. 15
  3. "Perante ti, Ó Deus", p. 15
  4. "Os seios os mamilos", p. 15
  5. "Ama-me o infinito", p. 15
  6. "Canto ao Lautréamont", p. 15
  • "A confissão", Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano VII, n° 24 (06-07/1997), p. 7-9
  • "Quem está ao telefone?", Artiletra: JORE/Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano VI, n° 23 (03-04/1997), p. 9 + 11
  • "Eis o homem", Artiletra, ano III, n° 16-17 (1994), p. 3
  • "O nosso cinema", Correio quinze, ano I, n° 3 (1994), p. 18
  • "Redescobrir Santa Luzia", Novo jornal Cabo Verde, ano O, n° 1 (1992), supl. 1-4

Recueils collectifs - Anthologies - Autres

  • "Um poema", in Carmen Lúcia Tindó Ribeiro Secco (ed.), Antologia do mar na poesia africana de língua portuguesa do século XX, vol. II: Cap Vert, Rio de Janeiro: UFRJ, 1999, p. 136
  • José Luís Hoppfer Cordeiro Almada (ed.), Mirabilis de Veias ao Sol: antologia dos novíssimos poetas cabo-verdianos, Lisboa: Caminho, 1988 (2a ed. 1991 / 3a ed. 1998):
  1. "Voltados para a efígie", p. 472-490
  2. "Uma verdade", p. 491
  3. "Poética", p. 492
  4. "História verdadeira da Eva", p. 493
  5. "Quem sabe se Cristo?", p. 494
  6. "Tenho no quarto as quatro estações", p. 495-499
  7. "Um poema", p. 500
  8. "John Clara, adeus loucura", p. 501
  9. "Ergástulos da paixão", p. 502
  10. "Nocturnidade", p. 503
  11. "Reposição do amor", p. 504

haut

Etudes critiques


  • António Chantre Neves, "À volta da Cassiopeia  ou o regresso de Vadinho Velhinho à poesia", A nação: jornal independente, ano XI, n° 564 (21/06/2018), p. A14
  • Solange Cesarovna, "À volta da Cassiopeia  é com certeza uma poesia que arrepia e arrebata o leitor à primeira", sapomuzika, 15/06/2018, en ligne (web)
  • Ricardo Silva Ramos de Souza, "Valentinous Velhinho, Tenho o infinito trancado em casa", A nação: jornal independente, n° n/a (15/04/2011), p. 18
  • Ricardo Silva Ramos de Souza, "Valentinous Velhinho, Adeus loucura adeus", A nação: jornal independente, n° n/a (07/04/2011), p. 10
  • "Oferta das edições Artiletra do livro Adeus locoura adeus  do poeta Valentinous Velhinho aos professores da ilha de Boa Vista",  Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano VII, n° 28 (11-12/1998), p. 23
  • Larissa Rodrigues, "Sempre comecei pelos versos: entrevista com o poeta Valentinous Velhinho", Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano IV, n° 21 (1996), p. 12-13
  • "Vadinho Velhinho na idade de Cristo", Novo jornal Cabo Verde, ano II, n° 148 (1994), p. 8-9
  • Larissa Rodrigues, "A poesia é mais do que uma missão: entrevista com Vadinho Velhinho", Artiletra: JORE / Jornal revista de educação, ciência e cultura, ano III, n° 11 (1993), p. 8-9
  • "Vadinho Velhinho em entrevista ao Voz di povo: músicos não são poetas", Voz di povo, ano XVI, n° 1'045 (1991), p. 4

Relâmpagos ...

(1995)

Adeus loucura...

(1997)

No ponto de rebuçado

(2001)

O túmulo da Fénix

(2002)

Tenho o infinito...

(2008)

Noites ao cair...

(2011)

À volta da Cassiopeia

(2018)